1 comentário para “Evangelho de hoje (18/01/2012) Marcos 3,1-6”

  1. Edivan rodrigues da silva

    jan 18th, 2012

    E perguntou-lhe: “É permitido no sábado fazer o bem ou o mal? Salvar uma vida ou deixa-la morrer?” Mas eles nada disseram. (Mc 3,4)

    Jesus pregava a boa-nova, o reino anunciando, curava toda espécie de doença entre o povo. (Mt 4,23)

    Muitas vezes pensamos que o mal é vitorioso, devemos lutar contra ele e armadura do Cristo é a principal arma.

    Caríssimos e amados irmãos e irmãs neste preâmbulo Jesus se opõe à observância religiosa desumana que torna o sábado superior à pessoa. O cristianismo, com suas exigências libertadoras, devem ser sempre condizentes com o verdadeiro humanismo.

    A força de persuasão de Jesus e sua misericórdia superam a ambição e a soberba dos poderosos. A ambição, a inveja e as maldades como vemos nesse evangelho os povos no tempo da nova Aliança, cheios de maldades os fariseus com os partidários de Herodes tramam contra a vida de Jesus e procuravam uma maneira de matá-lo.

    Para Jesus nada era impossível, ou melhor, dizendo nada é impossível, Jesus é sempre para nós todos os dias, ele opera milagres em nossas vidas sem escolher o dia. E nós muitas vezes procuramos afastar Jesus de nós, desacreditando de suas curas de sua salvação. Pois as ofertas do mundo muitas vezes superam nossa fé. Mais Jesus é misericórdia e superam todos os males, ambições, invejas e faz com que o pecador use o perdão para sua libertação e vemos o homem da mão seca curado..

    Que a Santíssima virgem Maria nos conceda a graça de responder a Deus, crendo por livre vontade e aceitando o verdadeiro Cristo em nossas vidas. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado. Hoje especialmente peço a todos vocês caríssimos e amados irmãos e irmãs que rezem pelos 97 (noventa e sete) anos de vida do nosso querido pai Pedro Santino da Silva e também rezando pelo dom da vida de nossa querida irmã Edinilza de Azevedo para que Deus os iluminem sempre. Obrigado.


Deixe seu comentário