1 comentário para “Evangelho de hoje (19/06/2013) Mateus 6, 1-6; 16-18”

  1. Edivan rodrigues da silva

    jun 19th, 2013

    Quem me ama realmente guardará minha palavra e meu Pai o amará, e a ele nós viremos. (Jo 14,23).

    Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. (Mt 6,2).

    Para vivermos em comunhão com deus é necessário que que partilhamos na vivencia da oração e jejum, não como obrigação mas por comunhão com Deus.

    Caríssimos e amados irmãos e irmãs em Cristo, um bom dia a maior graça de nossa vida é viver em comunhão com Deus, fazendo assim com certeza temos sempre a oportunidade de viver a conversão diariamente e dizer que buscamos ser o verdadeiro cristão que ele quer que sejamos.

    A verdadeira recompensa à nossa generosidade é experimentar o amor de Deus. Isso ocorre quando entramos em sintonia com ele por meio da oração sincera e das obras e gestos em beneficio dos outros. (Liturgia diária).

    O evangelho de hoje Mateus vai direto ao assunto: Não pratiquem a justiça de vocês diante dos homens, só para serem elogiados por eles. Fazendo assim, vocês terão a recompensa do Pai de vocês que está no céu. Os fariseus bem sabem que praticavam a justiça ostensivamente, para serem vistos e elogiados e, assim, manterem seu prestigio e poder.

    No tempo de Jesus eram consideradas as três faces da justiça: esmola, oração e jejum, não era uma pratica isolada poderíamos até pensar que era, mas não! Essa pratica englobam todas as relações que mantemos na vida. E a justiça deve ser praticada em todas essas relações, para que haja, de fato, liberdade e vida para todos.
    Então caros irmãos e irmãs em Cristo muitas vezes temos essas experiências ao darmos nossa esmola, quando fazemos nossa oração e nosso jejum ficamos muito a vontade de nos mostrar e não é o correto, mas acontece, e por outro lado vemos quase sempre os nossos governantes, políticos e até empresários aparecem diante da mídia mostrando o que faz para o próximo em termos de doações e caridade, quando muitos devem fazer não por obrigações pois eles foram colocados no poder pelo povo, cumprir o dever com o compromisso assumido com o povo não dá direito a eles propagar aquilo que é justiça que todo o povo merece.

    Então devemos observar bem os nossos atos e comportamento, pois temos um compromisso diante de Deus e não devemos partilhar desse tipo de coisas que nos levam ao pecado. Então abrimos os nossos corações e por momento passamos a chave para uma reflexão pessoal para colocar nas mãos de Deus tudo o que desejamos ser e dar o melhor para aqueles que são excluídos da comunidade e sociedade.

    Pedimos a graça de Deus para que sejamos generosos para com o nosso próximo e ficarmos atentos às suas necessidades e para que a nossa oração se traduza em gestos concretos de solidariedade e não sejamos hipócritas iguais aos fariseus.

    Santíssima Virgem Maria caminha conosco no nosso dia a dia para que cheguemos ao caminho do teu Filho Jesus. Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado.

    Ano da fé Papa emérito Bento XVI – CIC § 170 – Continuação…
    Todavia, temos acesso a estas realidades com o auxilio das formulações da fé. Estas permitem expressar a transmitir a fé, celebra-la em comunidade, assimilá-la e vive-la cada vez mais.


Deixe seu comentário