1 comentário para “Evangelho de hoje (16/07/2013) Mateus 12, 46-50”

  1. Edivan rodrigues da silva

    jul 16th, 2013

    Evangelho Mateus 12,46-50 16/07/2013 (Comentários)

    Feliz quem ouve e observa a palavra de Deus! (Lc 11,28).

    O poderoso fez por mim maravilhas e santo é o seu nome. Sl (Lc 1).

    Somos famílias de Jesus quando fazemos a sua vontade.

    Caríssimos e amados irmãos e irmãs em Cristo um bom dia com alegria e vida em Cristo, fazemos parte da família de Jesus e nos sentimos gratos pelas benções que recebemos. Como seria bom se pudéssemos dizer como o evangelista São Lucas Eis o servo fiel e prudente a quem o Senhor confiou sua casa, para dar a todos o pão de cada dia. (Lc 12,42). Busquemos em Jesus essa graça nada é impossível para Deus.

    A Igreja hoje celebra a festa de Nossa Senhora do Carmo, esta festa quer recordar a beleza do Carmelo, onde o profeta Elias defendeu a fé no único Deus de Israel. No século XXII, alguns eremitas constituíram nesse monte uma ordem de vida contemplativa, sob o patrocínio da Virgem Maria. Segundo a tradição carmelita, Nossa senhora teria entregue o escapulário do Carmelo a são Simão Stock, primeiro geral da ordem. (Liturgia Diária).

    Vemos no evangelho de hoje algo que pode nos chocar: não fomos criados simplesmente para fazer parte da nossa pequena família, e “o resto que se vire”. Não. Jesus veio para transformar o mundo em nosso lar, e a humanidade em nossa família. Para que isto aconteça, é preciso que todos e cada um de nós descubram a vontade do Pai e a ponha em pratica. Muitos pensam que Jesus desprezou a sua mãe e os que seguiam. Não. Ele naquele momento fazia a vontade do Pai e temos que entender que a fraternidade tem que ser partilhada entre os irmãos e irmãs, todos nós somos pais e mães, irmãos e irmãs , filhos e filhas, a família nossa, que é a família de Deus.

    Este evangelho já comentado alguns meses atrás e não é difícil de entender, é buscar fazer a vontade do Pai, seguindo Jesus e vivenciando a sua pratica. Devemos amar Jesus sobre todas as coisas aquele que busca a paz em Jesus encontra. Nunca é demais repetir as coisas boas. A Santíssima virgem Maria fazia a vontade do Pai e com certeza não se abalou quando ouviu Jesus dizer quem é minha mãe e quem são meus irmãos? Ela era obediente e era a verdadeira mãe de Jesus. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado.

    Ano da fé papa Bento XVI – CIC § 165 – É então que devemos voltar-nos para as testemunhas da fé: Abraão, que creu, “esperando contra toda esperança” (Rm 4,18): a Virgem Maria, que na “peregrinação da fé”, foi até a “noite da fé” comungando com o sofrimento do seu Filho e com a noite do seu túmulo; e tantas outras testemunhas da fé: “Como tal nuvem de testemunhas ao nosso redor, rejeitando todo fardo e o pecado que nos envolve, corramos com perseverança para o certame que nos é proposto, com os olhos fixos naquele que é autor e realizador da fé, Jesus” (Hb,1-2).


Deixe seu comentário