1 comentário para “Evangelho de hoje (11/03/2014) Mateus 6, 7-15”

  1. Edivan Rodrigues da silva

    mar 11th, 2014

    Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras. ( Mt 6,7)

    Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais. (Mt 6,8)

    Quem ama a liberdade não pode desejar a escravidão para o seu irmão. É uma questão de coerência. ers.

    Caríssimos e amados irmãos e irmãs em Cristo bom dia novo dias nasce para todos nós e com a graça de Deus agradecemos por esse dia e que sejamos unidos e saber ser família em família.

    Confiança em Deus. Talvez não exista outro religioso em nossa tradição cristã que se tenha prestado tanto à desorientação, ao abuso e à manipulação, como o da providencia de Deus. Serviu para tudo: para encobrir a falta de esforce e de trabalho pessoal a aceitar com fatalismo qualquer coisa que aconteça; para aclamar nossa consciência diante da injustiça e da opressão dos pobres, esperando que a providência cuide deles. (Prefacio Bíblia Sagrada).

    Vemos no Evangelho de hoje que os discípulos pedem para que Jesus os ensine a rezar. Mas o fato de um discípulo pedir que Jesus ensine a rezar, “como também João ensinou os discípulos dele”, reflete não só o uso da época, mas também deixa claro que a oração cristã é original, distinguindo-se da oração judaica e a dos discípulos do Batista. Temos aqui o núcleo fundamental da oração cristã, baseada no projeto de Jesus e transmitindo o espirito que deve animar toda a vida de oração da comunidade. Nela encontramos o endereço e cinco pedidos ver; (Mt 6,9-13)

    No evangelho vemos a importância e o valor de sermos cristãos e buscar colocar em pratica os ensinamentos e mandamentos de Jesus Cristo e Ele nos dá uma receita maravilhosa que é o Pai Nosso, podemos fazer uma reflexão e meditação do que é nossa vida e como vivemos com ela, então vamos pedir a intercessão da Santíssima Virgem Maria para que possamos ser cristãos atuantes em nossa comunidade e também na nossa Paroquia. Louvado seja nosso Senhor Jesus, para sempre seja louvado.

    O enfrentamento do crime do Tráfico Humano exige a cooperação entre os países, em áreas como a criminal, jurídica, tecnológica, econômica e de meios de comunicação. “O Brasil adotou a “Convenção de Palermo” das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional onde foi assinado um Protocolo Adicional conhecido como” “Protocolo de Palermo”. Esse instrumento legal internacional, o principal para prevenção, repressão e punição do tráfico humano, define o crime e aponta os elementos que caracterizam: (CF 2014).


Deixe seu comentário